Peer to peer(P2p) semelhante a network social

Peer to peer(P2p) semelhante a network social

images

 

 A  permissão da rede de computadores na infraestrutura aberta  do Wi-Fi é  uma  abertura de maior contanto entre as redes de pessoais e o mundo da virtualidade.

Vejamos que a relação P2P representa a diversidade da conexão entre computadores e redes abertas para permitir, constantemente, de espectro aberto de rede com liberdade para os usuários, aplicativos, troca de informação,lógica e conteúdo. No caso brasileiro, é situação dominada pelas grandes corporações das telecomunicações: OI, VIVO, TIM E CLARO.

Portanto, a cadeia lógica de conhecimento da tecnologia-informacional (YOCHAI BENKLER, 2003) é desenhada em três aspectos: infraestrutura com o spectro fechado com licença do software proprietário(copyrigth) da rede de internet, segundo, o lógico é uma relação de aplicativos e sistemas operacionais com licenças de software livre(GPL) e, por fim, o caso dos conteúdos que são músicas, filmes, livros e textos com licença aberta creative commons(CC) que facilita a fomentação de novos conhecimentos.     

 

Anúncios

Software Livre

O software livre é bem visto na rede de computadores, podendo dar reposta as demandas dos usuários e seus objetivos. Podemos com o desenvolvimento colaborativo fomentar programas com propósitos que se propõem os software livres. Porém, ainda não alcançamos uma democratização tecnológica dos conhecimentos sobre as tecnologias. Portanto, esbarramos na bola de neve das relações educacionais, que ainda são um problema na sociedade principalmente  com os problemas socioeconômicos. Por exemplo, como os usuários mais carentes podem usar um software em um celular Smartphone do sistema único de saúde(SUS), sem ter condições socioeconômica para ter um celular mais caro e ter conhecimento para utilizar esse programa?

Link do Portal Software Público Brasileiro do SUS:

http://www.softwarepublico.gov.br/news-item314

Inteligência Coletiva

Compreendemos a necessidade de participação engajada em determinadas questões da nossa realidade social. Hoje, podemos pensar as formas de participar dos problemas coletivos atuantes,  por exemplo, com a democracia participativa que é a descentralização das decisões e flexibilização das  ações operacionais que descentralizam as  funções e responsabilidades e alagando, ao invés de restringir a participação dos atores sociais.

Link: sobre  um dos  exemplos da inteligência coletiva.

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/politica/noticia/2013/02/fotos-brasileiros-protestam-contra-renan-calheiros-na-irlanda-4056931.html

Modernidade e Cybercultura

Nossa modernidade liquida e a cybercultura…

 

Realidade e Virtualidade

A  leitura da imagem revolucionou a ideia de realidade e da ciência. A partir desse ponto, podemos pensar como a realidade e as imagens estão de várias formas associadas com estigmas e estereótipos: sociais, econômicos, políticos e culturais. Os indivíduos constroem a realidade através  dos contextos de relações sociais e suas interações, nas quais estamos  imersos.  As leituras das imagens  e da interatividade na virtualidade são  marcadores sociais que não podemos deixar  formar o pensamento da  contemporaneidade,  sendo  a realidade do consenso prático  uma categoria para se pensar as relações sociais.

A realidade  é construída com dialogo de várias perspectivas, quer seja de imagem, quer seja dos brasões simbólicos que determinam seu lugar no mundo social. Por exemplo, a interpretação do meio ambiente para um engenheiro pode ser a visão da exploração e da transformação da área do empreendimento. Enquanto  o meio ambiente  é visto para um grupo de pessoas ativistas, que  atuam na preservação da natureza, como um local de fundamental importância na conservação e proteção do mundo.

A virtualidade das relações tecnológicas comunga com a ideia de realidade. Essa está acentuada na ideia de construção da linguagem digital e da realidade do acontecido imediato que é uma realidade referenciada com a leitura do agora, em tempo real. A realidade interativa  é uma simbologia que  representa as coisas do mundo através de marcadores sociais e digitais desnaturalizada da ideia de tempo,  havendo as categorias que expressão o mundo social, cultural, econômico e político. No caso, portanto, uma rede no facebook  de curtições e compartilhamentos mostra a realidade virtual sem dissociar o “eu”  da vida cotidiana, à qual expressa à orientação da nossa pratica, comportamento e conduta  em um dado campo e habitus social da realidade.

Vejam um pouco da realidade na Física Quântica no vídeo do tag: ” Quem somos nós”? https://www.youtube.com/watch?v=aKUf5n5kwiU

Nova-Imagem-38

REFERÊNCIA:

  • DUARTE JÚNIOR, João-Francisco. O que é realidade. 8. ed. São Paulo, SP:   Brasiliense, 1991. 103 p. (Primeiros passos (Brasiliense)).
  • GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. 6. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1985. 233 p.
  • SERPA, Luiz Felippe Perret. A imagem como paradigma

Imagens: http://opontodemutacao.blog.com/

Lógica Espontânea

“O sistema educacional não se importa com o que você quer ser.Para eles, você precisa ser uma cópia, estar nos padrões. Muitos com educação têm muito pouco a dizer sobre a educação. É por isso que a maioria olha para a educação com desdém

– em parte como uma cobertura para seus próprios fracassos ou falta de oportunidade.

Não se trata de uma autoridade do professor. Há todo um sistema contendo a originalidade e destruindo o que não está de acordo com os padrões de uma minoria poderosa, inteligente e produtiva. E não é só o sistema educacional, mas também a mídia, a religião e muitas outras instituições contribuem para isso.

Na minha experiência, que não é o caso, encontrei o processo de reflexão por mim mesmo: o pensar e o interpretar.

Isso não quer dizer que não existam escolas que façam isso. Mas essas são bem restritas à essa minoria.”

Imagem

A Geração “W” e como incentivar o uso das tecnologias digitais.

A geração “W” vive num universo mediático, que  é uma determinação das novas ideias de mundo dos indivíduos, que nascem com uma perspectiva de  mundo digital e mundo real. Não é possível  deixar de pensar a nossa visão de realidade educacional e uma construção da ideia de modernidade, que é indissociável das novas tecnologias digitais. Portanto,  fica a reflexão o que permeia o grande debate da educação com novas tecnologias: é positivo ou negativo na nova geração  o uso das  novas tecnologias?

 

itreco1

digiphile

We're already living in the future. It's just not evenly distrbuted yet.

Psyche's Circuitry

Thoughts on growing up and growing old in the digital age

Jim Caffrey Images Photo Blog

photography from the ground up

The Bookshelf of Emily J.

life~lessons~literature

RadVanAdventures.com

A blog about outdoor adventure and Vanlife

Nature's Place

The place of Nature in the 'ordinary' Spiritual Life through Meditation using Macro Photography to illustrate.

A Penseira de Beth

Pensamentos simples, desconexos e às vezes contraditórios

Ricardo Menezes

Componente EDC287

Pense bem, aja certo e mude o mundo...

Educação em Movimento na Rede

Pense bem, aja certo e mude o mundo...

BLOG DO HUDSON

Pense bem, aja certo e mude o mundo...

Papo de Educação

Pense bem, aja certo e mude o mundo...

Pense bem, aja certo e mude o mundo...

Pense bem, aja certo e mude o mundo...

"Não há nada permanente exceto a mudança."

Pense bem, aja certo e mude o mundo...

EDC 2.0

Pense bem, aja certo e mude o mundo...